Curta e Siga


Exercício físico na dose certa é arma poderosa contra osteoporose





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui





Com os ossos enfraquecidos, a probabilidade de fratura aumenta. É uma enfermidade silenciosa e geralmente o paciente só é diagnosticado quando faz exames preventivos de rotina ou quando sofre uma ou mais fraturas.

O mais grave é a difícil recuperação após a quebra do osso. Estudos divulgados pela International Osteoporosis Foundation - IOS (Fundação Internacional de Osteoporose) apontam que fraturas no quadril são invariavelmente associadas com dor crônica, redução de mobilidade, incapacidade e aumento do grau de dependência. De acordo com a idade, estado clínico e gravidade da fratura podem ocorrer complicações e óbito.

Ao contrário do que se possa imaginar, uma pessoa portadora de osteoporose pode praticar exercícios físicos para diminuir a progressão da doença, evitar quedas e suas consequências. A osteopenia é um estágio anterior à osteoporose e neste caso exercícios regulares podem prevenir a progressão para osteoporose.

O efeito pisoelétrico, que é a troca de cargas positivas e negativas entre a superfície e a parte interna do osso, é um fator determinante na fixação do cálcio. Este efeito é obtido quando ocorre a compressão do osso. Pode ser gerado através de exercício de impacto ou simples compressão óssea, como acontece com o fortalecimento muscular. Exercícios com impacto são contraindicados para portadores de osteoporose devido ao risco de fratura.

O importante é que o paciente procure uma academia especializada com programa de exercícios e profissionais habilitados a oferecer programas específicos para portadores de osteoporose, pois o acompanhamento adequado é ideal para uma recuperação satisfatória da mobilidade sem envolver riscos.

Para os jovens que ainda não sofrem com a doença, a melhor forma de prevenção é aliar alimentação rica em cálcio, principal mineral utilizado pelo corpo para a composição do osso, com a prática de exercícios físicos.

O excesso de esportes também pode contribuir para o aparecimento precoce da osteoporose, pois nos casos de over training ocorre um desequilíbrio hormonal que prejudica a fixação do cálcio nos ossos.

As mulheres precisam ter cuidado extra com a doença, pois fazem parte do grupo de risco. Com a menopausa, a perda do hormônio estrógeno é maior. Como uma das funções dele é auxiliar a fixação de cálcio no osso, a falta ou diminuição da sua concentração prejudica a retenção do mineral.




Dicas para Profissionais:
  • Curso Online de Atividade Física para Gestantes
  • Curso Online de Obesidade e Atividade Física
  • Curso Prescrição do Exercício para Idosos baseado em Evidências Científicas
  • Curso Online Hidroginástica "Consciência e Movimento"

  • Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!
    Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário