Atividade Física em pacientes renais










A doença renal crônica é uma lesão dos rins que evolui com perda lenta, progressiva e irreversível de suas múltiplas funções. Porém, a progressão da doença pode ser reduzida se houver mudança de hábitos alimentares e físicos.

Prescrição de Atividade Física para Pacientes com doença Renal

Infelizmente, o paciente renal tem sua qualidade de vida comprometida em decorrência da doença. Normalmente, ele entra em um ciclo vicioso no qual acredita que sua condição física não é boa e de que não é capaz de fazer exercícios físicos, dessa forma, cada vez faz menos exercícios, o que piora a sua condição física, e leva ao sedentarismo, isso é muito prejudicial para ele.

Há um consenso que é importantíssimo para os pacientes renais fazerem atividade física. Mas a realização de atividade física ainda é um tabu para aqueles que possuem doença renal. O que a maioria das pessoas pensam é que o repouso constante é necessário, mas não é bem assim.

A capacidade muscular desse paciente tem sido bastante discutida. O metabolismo oxidativo muscular é deficiente e a condição muscular ruim e está diretamente associada com baixa qualidade de vida, baixa capacidade física e mortalidade.

Os exercícios são pensados com o objetivo de atingir integralmente o indivíduo, levando em consideração sua(s) enfermidade(s) e a periodização da atividade em termos de volume e intensidade. O exercício deve ter uma influência geral em todos os sistemas do organismo, potencializando a recuperação e a prevenção de outras doenças.

Hoje em dia já se sabe que os pacientes que se exercitam mais, podem sobreviver mais e melhor. Então é fundamental que eles façam exercícios. Incentive quem tem problema renal a fazer atividade física.


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: