Ciência estuda atividades que mais auxiliam o cérebro









Conheça a relação entre diferentes esportes e suas vantagens para o cérebro

Já há bastante tempo sabe-se que atividades físicas regulares são essenciais para a boa saúde do corpo, no entanto, poucos conhecem os reais benefícios que o cérebro acaba recebendo de cada uma das modalidades esportivas. A seguir, listamos alguns pontos importantes sobre o tema. Junto a isso, vale a pena acessar e garantir que o cérebro mantenha a boa forma com a ajuda da matemática também. Confira!


Esportes abertos

Alguns tipos de esportes são tidos como abertos, pois exige do praticante não só uma maior rapidez na hora de tomar decisões, como também que reaja instantaneamente, sempre com bastante velocidade e precisão. Entre os diversos tipos de esportes dessa categoria, estão entre os mais conhecidos: o hockey, a esgrima, o vôlei, o tênis de mesa, o futebol e, por fim, o basquete, só para citar alguns exemplos.


Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Foro Itálico de Roma no ano de 2012, todos os esportes citados anteriormente aumentam a função cognitiva nos indivíduos, independentemente de sua idade. Observou-se também que  jovens e adultos conseguiram minimizar vários efeitos advindos do envelhecimento natural do corpo como perda de memória, deficiência na aprendizagem e lentidão na resposta entre pensamentos e ações. Tudo isso porque tais vertentes desportivas obrigam o cérebro a tomar decisões a uma velocidade superior a milésimos de segundos.


Esportes fechados

As modalidades que são consideradas fechadas pelos especialistas são aquelas onde há uma constância nos movimentos e uma estabilidade do ritmo. Nessa maneira estariam inclusa diversas práticas, desde patinação e ciclismo, até boliche e atletismo.


Misturando esporte e leitura

Um dos esportes mais completos em termos de proteção da saúde cerebral é mesmo o esgrima. Esse esporte trabalha com todos os aspectos necessários para o bom envelhecimento do cérebro: demanda de um grau elevado de atenção visual, tomada ágil de decisões e, por fim, flexibilidade. O conjunto desses elementos faz com que o praticante sempre cultive um raciocínio ágil e eficiente. Contudo, também é necessário que outras áreas sejam estimuladas. Para isso, aconselha-se recorrer, também, às leituras, assim como aos jogos de estratégia e memória.


Quando devo começar?

O quanto antes melhor. Esportes de menos impacto como a natação, já podem ser praticados desde muito cedo, sendo comum encontrar aulas voltadas aos recém-nascidos. Na prática, vale mesmo a ideia de que o corpo é uma máquina que continuamente irá precisar de movimento para seu bom funcionamento. No momento em que uma criança é estimulada a praticar esportes desde os primeiros anos, a probabilidade que ela cresça e envelheça com muito mais saúde é naturalmente maior.

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: