Benefícios à saúde proporcionados pela atividade física



De acordo com os U.S. Centers for Disease Control, os benefícios da atividade física para a saúde superam em muito os riscos de se machucar. A ciência mostra que a atividade física pode reduzir o risco de morte prematura das principais causas de morte, como doenças cardíacas e alguns tipos de câncer. Todos podem obter os benefícios da atividade física para a saúde, não importando a idade, raça, volume corporal ou forma física.

Pesquisas mostram que a atividade física regular pode ajudar a reduzir o risco de várias doenças e a melhorar as condições de saúde e a qualidade de vida geral. Os benefícios em longo prazo para a saúde incluem:

Reduz os riscos de morte prematura.
Reduz os riscos de morte por doenças cardíacas.
Reduz os riscos de desenvolver diabetes.
Reduz os riscos de desenvolver pressão arterial alta.
Ajuda a reduzir a pressão arterial em pessoas que já sofrem desse mal.
Reduz o risco de desenvolver câncer de cólon.
Reduz os sintomas de depressão e ansiedade.
Ajuda a controlar o peso.
Ajuda a desenvolver e manter os ossos, músculos e articulações saudáveis.
Ajuda os idosos a ficarem mais fortes e terem mais capacidade de se movimentar sem cair.
Promove o bem estar psicológico.
Pessoas fisicamente ativas durante cerca de sete horas por semana tem um risco 40% menor de morte prematura do que aquelas que são fisicamente ativas por menos de 30 minutos por semana. Fazer pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana pode diminuir o risco de morte prematura, incluindo o risco de morte prematura por doença coronariana, a principal causa de morte em muitos países ao redor do mundo.

No entanto, não há a necessidade de muitas horas de atividade física nem de atividade de intensidade vigorosa para reduzir o risco de morte prematura. Pessoas que são normalmente inativas podem melhorar sua saúde e bem-estar tornando-se moderadamente ativas em uma base regular. Embora seja possível obter benefícios para a saúde, ainda maiores, aumentando a quantidade (duração, frequência ou intensidade) de atividade física, todos podem obter benefícios para a saúde ao se tornarem fisicamente mais ativos.

0 comentários:

A caminhada e o seu corpo


http://seja.datacoper.com.br/wp-content/uploads/2014/10/caminhada-verao-datacoper-2014-melhores-empresas-para-trabalhar-ti-2.jpg

Uma caminhada realizada de 20 a 60 minutos de três a seis vezes por semana,  traz inúmeros benefícios para o bem-estar físico e mental. Alguns deles são melhora da circulação e do funcionamento do intestino, controle do colesterol, perda de peso, redução dos riscos trazidos pelo diabetes, aumento da qualidade do sono, alívio da depressão e diminuição do estresse e da ansiedade.  

Ela tem o gasto calórico inferior ao da corrida (700 calorias por hora) ou da natação (550 calorias por hora). Porém, ela é considerada um bom exercício aeróbico. Com perda média de 250 calorias por hora, a atividade, diz o especialista, é suficiente para ter gerar a redução de quilos quando conciliada com uma dieta equilibrada de emagrecimento.

Andar também trabalha a musculatura. Quando a caminhada é realizada em uma superfície plana, são mais exigidos músculos dos membros inferiores como glúteos, panturrilhas e quadríceps. Em um aclive, o glúteo e a panturrilha são mais solicitados e o principal esforço fica com o quadríceps. Os músculos do tronco são exercitados em todos os casos.

Então, os benefícios de uma boa caminhada para o corpo são inúmeros. E ao longo do tempo, seu corpo mudará!

0 comentários:

Exercícios físicos diminuem em até 70% os sintomas da asma

 http://4.bp.blogspot.com/_tfxu1rV0gkM/S9cVI1XL76I/AAAAAAAAAbI/CoQSVp-Bce8/s1600/asma.medplan.com.br.imagem.jpg

Um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) apontou que a prática de exercícios aeróbicos diminuem em até 70% os sintomas da asma. A doença é considerada um distúrbio pulmonar crônico, que pode ser caracterizada por meio de três aspectos: obstrução das vias respiratórias; inflamação das vias respiratórias e hiper-reatividade das vias respiratórias a vários estímulos (alérgenos, farmacológico e imunológico, químico, virais, ambientais, genéticos e exercícios).

O exercício físico pode ser usado como tratamento para a asma, principalmente os de meio aquático como a natação e a canoagem. Mesmo o exercício sendo indicado para o tratamento da doença, alguns pacientes se restringem à prática devido ao desconforto na ocorrência dos sintomas característicos da asma, desestimulando a continuidade da prática da atividade física.

Porém, para que o asmático pratique esportes, é fundamental que o paciente esteja sob tratamento médico e seja realizada prova de função respiratória com resultados satisfatórios e parâmetros ventilatórios que suportem a realização de exercícios. Entretanto, alguns pacientes apresentam um tipo de asma chamada Asma Induzida por Exercício (AIE), podendo ser identificados pela tosse, chiado e falta de ar após o exercício vigoroso, devido a obstrução transitória que ocorre nas vias aéreas. Dentre as atividades que mais desencadeiam a AIE estão a corrida e o ciclismo.

O exercício físico melhora a condição física do asmático permitindo-lhe suportar com mais calma os agravos da saúde, pois aumenta a sua resistência fornecendo-lhe reservas para enfrentar as crises obstrutivas.

A prática de atividades físicas não trata a asma, mas auxilia no tratamento, contudo é primordial uma análise pulmonar detalhada para saber se esse exercício realmente vai colaborar com o controle da doença ou não.

0 comentários: