Entenda a relação entre exercício e sono e veja dicas para dormir melhor







Sono (Foto: Arte/G1)

Dormir ou fazer atividade física? O que é melhor? N]ao resta duvida que os dois hábitos são muito importantes para a saúde e são complementares, o importante é manter o equilíbrio e não sacrificar um pelo outro.

Dormir bem - cerca de 7 a 8 horas por dia - pode melhorar os efeitos do exercício físico já que o metabolismo funciona melhor. Com isso, a pessoa pode perder mais gordura e ter mais precisão nos movimentos que faz durante a atividade. Pode ocorrer ao contrário - quem faz atividade física, na medida certa e no horário certo, pode ter também melhora em alguns aspectos que influenciam na qualidade do sono, como a insônia e a síndrome das pernas inquietas, por exemplo.

A quantidade de endorfina que o corpo libera é maior pela manhã e ao longo do dia e, por isso, a disposição é maior. À noite, essa quantidade é menor, fazendo com que esse horário não seja o mais adequado - porém, se a noite for o único momento que a pessoa tem para se exercitar, é preciso escolher atividades de menor intensidade. Atividades de muita intensidade podem causar o efeito contrário e até atrapalhar o sono.

Há casos de pessoas que tomam melatonina, hormônio do sono, para ajudar a dormir melhor, mas essa comercialização está proibido no Brasil. A reposição de melatonina é perigosa para a saúde - em grandes quantidades, pode prejudicar o sistema imunológico e até piorar algumas doenças autoimunes. Para dormir melhor, algumas medidas deve ser tomadas, como diminuir as luzes antes de deitar, acabar com pontos de luz no quarto e investir em cortinas escuras e janelas que protegem contra ruídos.

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: