Ioga para mulheres: aprenda a exercitar o corpo e a mente








Ioga para mulheres: aprenda a exercitar o corpo e a mente / Créditos: Thinkstock

Ioga para mulheres: aprenda a exercitar o corpo e a mente / Créditos: Thinkstock

Como você se considerada no dia a dia? Uma mulher agitada ou preguiçosa? Decidida ou autêntica? Ou mãe ou esportista? É daquelas mulheres cheias de compromissos e o trabalho exige muito de você? Praticar ioga traz benefícios para o corpo e para a mente. Por meio da ioga é possível definir uma postura que irá beneficiar estilos diferentes de vida.

Acesse o blog da Educação Física

Os efeitos da prática são muitos. Desenvolve o tônus muscular, alonga a musculatura, dá agilidade, além de ampliar a capacidade pulmonar e fortalecer o sistema cardiovascular. A ioga também reduz o estresse do dia a dia, aperfeiçoa a postura, melhora a circulação, aumenta a resistência física, o equilíbrio e a consciência corporal.

Os efeitos, assegura a professora, dependem muito do indivíduo. Algumas pessoas notam um resultado imediato, outras precisam de mais tempo", explica. Além disso, os benefícios dependem da regularidade com que a pessoa pratica. "As posições podem ser praticadas uma vez por semana, mas a pessoa perceberá melhor resultado se praticar, no mínimo, três vezes por semana.

Não há restrição de idade, mas uma pessoa que apresenta problemas na coluna ou problemas de mobilidade, por exemplo, só deve realizar a atividade acompanhada de um professor e com atestado médico. Para as mulheres há a questão peculiar da menstruação e a professora de Ioga recomenda que, durante o período menstrual, elas evitem uma prática mais intensa e procurem realizar os alongamentos de forma bem sutil.

E quais aspectos as mulheres mais desejam melhorar quando resolvem encarar a Ioga? Elas querem se conhecer melhor, exercitar corpo e mente, praticar o alongamento e diminuir o estresse que muitas vezes causam insônia, insatisfação, depressão e até mesmo a falta de interesse sexual.


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: