Confira 8 formas de acrescentar exercício físico à rotina



Com a rotina corrida, nem sempre sobra tempo e disposição para ir à academia. Pois saiba que é possível fazer exercícios durante atividades comuns do dia a dia.

Confira oito dicas, listadas pelo site FitSugar. 

1 - Escove os dentes e faça agachamento: dois minutos é o tempo recomendado para escovar os dentes e, se você escovar três vezes por dia, já tem seis minutos para fazer agachamentos.

2 - Seque o cabelo e tonifique os glúteos: enquanto seca o cabelo com o secador, fique em pé, levante uma das pernas para trás o máximo que puder, sem jogar o tronco para a frente, e volte a baixá-la, mas sem encostar no chão. Depois de 20 repetições, levante a perna na lateral 20 vezes. Repita o procedimento com a outra perna. 
 
3 - Deixe as chaves do carro em casa: vá trabalhar a pé ou de bicicleta. Se a distância for muito longa, vá de carro até determinado ponto e percorra o resto a pé.  
 
4 – Faça flexões de braço no banheiro: quando for ao banheiro, apoie as mãos no balcão e faça flexões de braço por dois minutos.
 
5 – Escolha banheiro mais distante: na empresa, escolha o banheiro mais distante, de preferência um que precise subir escada para chegar.
 
6 - Treine na mesa de trabalho: trabalhe o quadríceps, panturrilhas e canelas sem que ninguém perceba. Sentada, estique as pernas para a frente, com os pés unidos. Levante o máximo que conseguir e aponte as pontas dos pés para você. Faça três séries de 15 repetições.
 
7 – Exercite-se na fila: enquanto aguarda na fila do banco ou do mercado, aproveite para trabalhar a panturrilha. Fique na ponta dos pés e volte à posição inicial.
 
8 – Aproveite o sofá: se está cansada para ir até a academia após um dia longo de trabalho, exercite-se no sofá de casa. Faça flexão de braço apoiando as mãos no sofá. 


0 comentários:

Aeróbica pode prevenir danos ao cérebro de quem bebe em excesso


  Atletas fazem caminhada. Pesquisa associa aeróbica à saúde do cérebro de quem consome muito álcool  Foto: Márcia Foletto 17/03/2010

Atletas fazem caminhada. Pesquisa associa aeróbica à saúde do cérebro de quem consome muito álcool 

O exercício aeróbico pode ajudar a prevenir e, talvez, reverter alguns dos danos do cérebro associados com o consumo excessivo de álcool, de acordo com um novo estudo da Universidade de Colorado.

Os resultados do estudo indicaram que o exercício aeróbico regular, como caminhar, correr ou andar de bicicleta, está associado com um menor dano à massa branca do cérebro entre usuários abusivos de álcool. A massa branca, com a matéria cinzenta, são os dois principais componentes físicos do órgão.

Substância branca é composta por feixes de células nervosas que atuam como linhas de transmissão para facilitar a comunicação entre as várias partes do cérebro, disse o autor principal do estudo, Hollis Karoly, doutorando em psicologia e neurociência na Universidade de Colorado, no campus de Boulder.

- Descobrimos que, para as pessoas que bebem muito e faziam muito exercício físico, não havia uma forte relação entre álcool e substância branca - disse Karoly. - Mas para as pessoas que bebem muito e não fazem exercício, nosso estudo mostrou a integridade da substância branca ficou comprometida em várias áreas do cérebro. Basicamente, isso significa que a substância branca não está enviando mensagens entre áreas do cérebro de forma tão eficiente como seria normalmente.

O grupo de voluntários tinha 60 pessoas, 37 homens e 23 mulheres, que iam desde os bebedores moderados a consumidores abusivos de álcool, escolhidos depois de uma triagem para um estudo sobre problemas relacionados ao álcool e à nicotina.

0 comentários:

Caminhar faz tão bem para coração quanto correr


  Correr reduz risco de pressão e colesterol altos, além de diabetes  Foto: Carlos Ivan/05-12-2012

Correr reduz risco de pressão e colesterol altos, além de diabetes Carlos Ivan/05-12-2012

Caminhar rapidamente pode reduzir o risco de desenvolver pressão e colesterol altos, além de diabetes, na mesma proporção que correr, de acordo com um estudo publicado no periódico "Arteriosclerosis, Thrombosis and Vascular Biology" da "American Heart Association".

Os pesquisadores analisaram 33.060 corredores e 15.045 pessoas que caminham. Eles descobriram que a mesma energia usada na caminhada intensa e a corrida resultaram em redução do risco de doenças relacionadas ao coração.

- Caminhar e correr desenvolvem o mesmo grupo de músculos e as mesmas atividades realizadas em diferentes intensidades - disse o coordenador do estudo, Paul Williams, do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos Estados Unidos.

Ao contrário da maioria das pesquisas, estes cientistas avaliaram o gasto da caminhada e da corrida por distância e não por tempo. Os participantes, com idades entre 18 e 80 anos, forneceram dados de atividade, respondendo a questionários.

- Se a quantidade de energia gasta for a mesma entre os dois grupos, os benefícios de saúde são comparáveis - disse Williams.


0 comentários: