Flexibilidade e disposição na medida certa








"Geralmente, ao acordarmos, sentimos a necessidade de esticar os braços e espreguiçar. Pronto está feito o primeiro alongamento do dia!"

É dessa maneira simples e didática que o professor Douglas Roque Andrade* explica e dá exemplos sobre a importância da atividade que tem como objetivo principal o aumento da flexibilidade. "O alongamento consiste em um exercício de aplicação de uma força localizada visando o aumento da amplitude de um movimento específico. Costuma ser indicado para preparar a musculatura para uma atividade principal, como forma de aquecimento. Pode ser realizado com ou sem o auxílio de aparelhos".

Douglas recomenda que as pessoas variem as atividades de alongamento antes e/ou depois do exercício principal. "A idéia geral é preparar o organismo com movimentos mais leves antes de iniciar um exercício físico moderado ou intenso. Em algumas modalidades esportivas, onde a flexibilidade é fundamental e a amplitude dos movimentos é exigida ao máximo (como na ginástica olímpica), os exercícios de alongamento irão compor a parte principal do treino".

Um dado interessante é que, apesar do senso popular afirmar que o alongamento previne lesões, as evidências científicas não são conclusivas. "Muitas vezes as pessoas associam o aparecimento de uma lesão por falta de alongamento, mas isso não é comprovado e, em geral, as lesões podem acontecer devido a uma série de fatores, inclusive excesso de treinamento ou esforço além da aptidão física do indivíduo".

"O mais importante é que as pessoas experimentem formas variadas de aquecer o corpo para uma atividade intensa e o alongamento é uma boa opção", reforça Douglas. "Com o passar do tempo o próprio individuo pode decidir - em conjunto com o professor de educação física – o melhor momento para realizar o alongamento, que pode variar em função das metas e da intensidade da sessão de exercícios".

O tempo das atividades de alongamento pode variar entre 5 e 15 minutos ou até mais, dependendo do tempo total da sessão, assim como seus objetivos. A vantagem é que eles podem ser feitos em qualquer lugar e podem ser úteis, inclusive, para quebrar a rotina durante o trabalho, aula ou longos períodos de permanência em pé ou sentado.

"Assim como o exercício físico, o bom alongamento é aquele que o indivíduo aprecia e consegue incluir em sua rotina diária. A orientação de um profissional capacitado é fundamental".

*Douglas Roque Andrade é Professor Doutor do curso de Ciências da Atividade Física da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP)

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: