Atividade física na infância previne depressão na fase adulta







Um bom motivo para estimular os pequenos a não passarem o dia na frente do computador e da televisão: a atividade física durante a infância pode prevenir a depressão na fase adulta, segundo pesquisas feitas pela Universidade Deakin, na Austrália.

Os estudiosos analisaram 1.225 homens e mulheres, que responderam questionários sobre os níveis de atividade física que praticaram na infância. Essa atividade foi relacionada à tendência que esses indivíduos tinham à depressão na vida adulta. Como resultado, as pessoas que não praticaram atividade física quando crianças tinham 35% mais chances de sofrerem de depressão ao crescerem.

De acordo com os pesquisadores, a atividade física pode contribuir para o desenvolvimento de células cerebrais durante a infância, que auxiliariam o adulto a enfrentar melhor situações de estresse. Além disso, uma pessoa que não pratica muitos exercícios tem pouco apoio social, o que pode levá-la a ter maior chance de sofrer de depressão ao longo de sua vida.

Conheça o esporte certo para cada idade do seu filho
Muitos pais se perguntam qual a idade adequada para matricular seus filhos em determinados esportes. Para esclarecer melhor essa questão, especialistas de várias modalidades dizem qual a melhor atividade para cada faixa etária.

Natação
De acordo com o professor Fábio Mauro, atleta da seleção brasileira por oito anos e recordista brasileiro e sul-americano (200m peito), a natação pode ser praticada a partir da primeira infância, sem restrição de idade. Ou seja, com poucos meses, o bebê já pode se dedicar às atividades na piscina. O volume de treino deve ser adequado à faixa etária e aos níveis de desempenho de cada um.

- Até 9 anos, não devem treinar mais de 3.500 m por treino;
- De 10 a 12 anos no máximo 6.000 m;
- Acima de 13 anos, já pode nadar mais de 6.000 m.

Futebol
"Aos três anos de idade, já é possível ingressar numa escolinha de futebol para um trabalho mais lúdico", conta o proprietário da escolinha de futebol do São Paulo Futebol Clube. Ele explica que o treinamento mais específico, no qual serão passados os fundamentos do futebol, como chute a gol, passe e domínio de bola, começa por volta dos seis anos.

Ainda que essa criança não tenha o objetivo de subir de categoria e se tornar um profissional, inserir essa atividade na rotina dos pequenos traz diversos benefícios. Isso porque o futebol é um esporte coletivo que contribui para a sociabilização e pela formação do caráter do indivíduo, que precisa respeitar regras e a orientação de seu superior.

Artes marciais
As artes marciais na infância auxiliam no desenvolvimento disciplinar e psicomotor, trabalhando coordenação motora, equilíbrio e a condição cardiorrespiratória.

Todos os golpes são praticados para ambos os lados e esta bilateralidade trabalha o corpo da criança como um todo, equilibrando força, flexibilidade e coordenação.

Além dos benefícios físicos, essa atividade também promove a auto-estima, o controle emocional e a obediência. A melhor idade para iniciar a atividade é por volta dos sete anos de idade, sendo que até os 13 anos o treinamento deve ser menos intenso no que se diz respeito aos combates.

O treinador deverá impor os limites para evitar a sobrecarga de esforço que poderá ocasionar lesões nos pequenos, pois há uma grande ansiedade para as situações de luta. 

Fonte: Minha Vida - MSN



COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: