Esporte é uma boa contra o Alcool







A prática de atividades físicas ou iniciação esportiva quando começam na infância ou adolescência se tornam um hábito saudável, que, invariavelmente, se reflete em ações que trazem importantes benefícios à saúde reflete-se ao longo da vida.

Um estudo norueguês, divulgado pela organização não-governamental CISA - Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, aponta que a participação de jovens em atividades esportivas pode atuar na prevenção do consumo nocivo de bebidas alcoólicas na vida adulta. No entanto, os pesquisadores ressaltam que alguns fatores podem influenciar esta relação, como a rede social do adolescente, a segregação por idade e o tipo de esporte praticado.

A pesquisa foi realizada com mais de três mil estudantes noruegueses com idades entre 13 e 19 anos, avaliados e acompanhados até chegarem na idade adulta.

Durante o estudo, foi avaliado como o uso de álcool variava conforme o tipo de esporte praticado (coletivo ou individual), habilidades necessárias à sua execução (resistência, força ou técnica) e nível de competição.

No início do estudo, 50,7% dos jovens estavam envolvidos com prática esportiva. Aqueles que não participavam de atividades esportivas apresentaram maior frequência de episódios de embriaguez, relação que se inverteu nos últimos dois períodos de avaliação.

Influência positiva

Em relação às habilidades necessárias à execução da prática esportiva, o estudo indicou que aqueles que praticavam esportes de resistência, como corrida ou natação, envolveram-se menos com bebidas alcoólicas quando comparados com praticantes de esportes de força e que exigem técnica, como musculação, boxe, ginástica ou artes marciais.

Uma das explicações para essa constatação é o fato das consequências do consumo de álcool interferir diretamente na capacidade física dos praticantes de esportes de resistência.

Outro resultado diz respeito ao tipo de esporte praticado. De acordo com a pesquisa, estudantes praticantes de esportes coletivos apresentaram maior envolvimento com o álcool, provavelmente devido à influência social desse tipo de esporte na vida do estudante, facilitando a sua aquisição e ampliando as oportunidades de consumo.

Desta forma, os autores ressaltam que, antes de generalizar a influência positiva da prática esportiva na prevenção do consumo de álcool, é necessário considerar as características individuais do sujeito e do tipo de esporte praticado.

Assim, para o médico do esporte Antonio Carlos Soares Pessoa, apenas o fahttp://www.blogger.com/img/blank.gifto de um adolescente praticar esportes não garantirá que ele fique longe de problemas com álcool ou drogas. "Muitos exemplos de atletas famosos, comprovam essa tese", garante o especialista.

Ao contrário, dependendo do caso, as atividades físicas e a prática de esportes podem ser bons auxiliares na prevenção e na resolução de problemas relacionados ao alcoolismo.

Afinal, a prática de esportes requer certo preparo físico, alimentação saudável, assim como hábitos regrados. "Os jovens praticantes de modalidades esportivas tendem a evitar o uso de substâncias justamente porque optarem pela manutenção de um desenvolvimento corporal e mental sadio", completa.

Fonte

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: