Motive as crianças a fazer exercícios








ara as crianças, hoje em dia, o gasto com estas atividades chega a não existir, o brincar na rua de pega-pega, de futebol, queimada, ir a pé para a escola, caminhar para a casa de um amigo está cada vez mais difícil, seja pela falta de segurança, pela redução de espaços livres para prática de atividades, entre outros motivos.

E com o aumento da obesidade infantil e seus efeitos adversos como a diabetes, hipertensão e a arteriosclerose, nunca foi tão importante atingir o mínimo de atividade física semanal. O tempo gasto com uma caminhada até a escola pode representar um papel significativo na atividade física diária de uma criança.

Segundo as recomendações do Governo Federal Americano em 2005, o ideal é realizar atividades de moderada a vigorosas com duração mínima de 60 minutos, para perder peso o ideal é realizar atividades com duração de 60 a 90 minutos, no mínimo 3 a 5 vezes na semana. 

Como deixar de ser sedentário? 

Você fala para sua criança que ele está muito sedentária, e que ela precisa se movimentar mais, praticar mais exercícios? Qual a solução? O que devemos fazer para que esta criança sinta vontade de praticar mais exercícios? 

Um bom começo é evitar a palavra exercício. Particularmente com crianças mais novas. O objetivo principal da prescrição de atividade física para a criança e para o adolescente é de criar o hábito e o interesse pela atividade física, e não treinar visando desempenho. Dessa forma, deve-se priorizar a inclusão da atividade física no cotidiano e valorizar a educação física escolar que estimule a prática de atividade física para toda a vida, de forma agradável e prazerosa.

O componente lúdico deve prevalecer sobre o competitivo na prescrição de atividade física para crianças e adolescentes. Igualmente importante é oferecer alternativas para a prática do desporto, de forma a contemplar os interesses individuais e o desenvolvimento de diferentes habilidades motoras, contribuindo para o despertar de talentos. Procurar realizar atividades físicas que lhe dão mais prazer como, andar, correr, pedalar, nadar, fazer ginástica, exercícios com pesos ou jogar bola é uma proposta válida para evitar o sedentarismo e importante para melhorar a qualidade de vida.

Para que esta proposta seja bem sucedida, a família tem que fazê-la junto, por que as crianças necessitam do exemplo dos seus pais. Sabemos que a motivação é freqüentemente um problema, especialmente para a criança sobrepeso ou obesa, para quem a atividade física pode ser menos agradável. Iniciar com atividades leves pode ser a chave para mantê-los animados.

Quanto tempo de atividade física deverá fazer uma criança na fase pré-escolar (4 e 5 anos)? 

Começar com 60 minutos diário de atividade física estruturada, organizada por um educador físico ou pelo pai quando se tratar de atividades lúdicas. Inicie com uma hora e vá aumentado gradativamente este tempo com atividades físicas livres.

Quanto tempo de atividade física deverá fazer uma criança na fase de 6 a 12 anos? 

Inicie com 60 minutos ou mais de atividade física diária. Acumule a atividade física durante todo o dia, se você não conseguir realizar toda a atividade proposta naquele período, divida sua atividade em 15 ou 30 minutos durante o dia.

Evite ficar um longo período sem atividade. 

Quanto tempo de atividade física deverá fazer uma criança na fase de 13 a 18 anos? 

Praticar 60 minutos ou mais de atividade física de intensidade moderada a intensa. 

Nesta faixa etária um programa formal de atividade física deverá treinar pelo menos três componentes: aeróbico, força muscular e flexibilidade, variando a ênfase em cada um de acordo com a condição clínica e os objetivos de cada adolescente. Quando o objetivo é o condicionamento aeróbico, a prescrição deve contemplar as variáveis tipo, duração, intensidade e freqüência semanal, obedecendo os princípios gerais de treinamento.

O treinamento muscular deve ser realizado com cargas moderadas e maior número de repetições, valorizando o gesto motor, uma vez que este tipo de atividade contribui para o aumento da força muscular e massa óssea. O risco de lesões osteoarticulares em crianças que realizam trabalhos de sobrecarga muscular é na verdade menor do que o relacionado com esportes de contato, desde que seja realizado com cargas submáximas sob supervisão profissional adequada. Em relação à flexibilidade, seu treinamento deve envolver os principais movimentos articulares e ser realizado de forma lenta até o ponto de ligeiro desconforto e então mantidos por cerca de 10 a 20. 

Defenda um estilo de vida ativo.

Juntos pai e criança devem decidir o que gostariam de fazer, para tornar a atividade escolhida a mais prazerosa. Como incentivar minha criança a realizar estas atividades?

Procure nos momentos em família, atividades físicas divertidas onde toda a família possa participar. Assim fica mais fácil a motivação. Realize jogos como: siga o líder, caça ao tesouro, brincadeiras com obstáculos, vídeos de exercícios ou de danças, basquete, caminhadas no parque. Incentive sempre uma alimentação saudável, trabalhe com jogos de nutrição.

Todos os membros da família devem ajudar a selecionar as atividades familiares e também onde desenvolvê-las. Veja como ajudar: 

- Compre presentes de aniversário e natal que estimulem o movimento, como patins, frisbees, etc;

- Um kit completo para jogar frescobol, futebol, etc;

- Envolva outros parentes e amigos nas suas atividades;

- Dê ênfase à diversão, não à técnica;

- Seja voluntário em eventos de atividade física na escola de seus filhos;

- Descubra atividades, na sua comunidade, como trilhas, piscinas, parques, clubes e outros;

- Planeje festas e férias onde movimentos e jogos estejam sempre presentes. Em vez de comemorar o aniversário com uma ida ao cinema, que tal ir até um parque, sair para dançar ou mesmo planejar um aniversário em casa com gincanas, campeonatos de dança, entre outras brincadeiras. Ou incluir na viagem de férias atividades como natação, camping, canoagem, trilha, etc. E para quem não puder viajar, uma boa saída é buscar locais gratuitos onde você possa gastar energia.


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: