Conviva melhor com a doença fazendo exercício








O exercício físico tem o poder de exercer um efeito bastante positivo no sistema imunológico e na capacidade de lidar com o estresse psicológico decorrente do estado de saúde, por isso a prática regular de exercícios é benéfica à saúde de qualquer pessoa.

Sendo assim, seguem 3 passos a se cumprir para se conviver melhor com a doença:

  1. Discutir o programa de exercícios com uma equipe de cuidados médicos, que deve ser composta pelo médico, nutricionista e treinador ou fisioterapeuta;
  2. Desenvolver um programa individualizado de exercícios incluindo as metas de um programa de exercícios;
  3. Elaborar programa básico e de monitorização para acompanhar os progressos com limites claramente definidos para que se obtenha o máximo benefício do exercício, sem "excessos"

Embora um indivíduo debilitado deva estar ativo, sempre respeitando as limitações impostas pela doença,  existem alguns fatores que devem ser considerados pela equipe médica antes de iniciar um programa de exercícios como o estado nutricional e motivação individual para assim garantir o bem estar do paciente e alcançar os benefícios desejados, que são: o alívio do estresse psicológico, a redução da ansiedade e depressão, a melhoria da função imunológica, o aumento da auto-imagem e a auto-confiança, a melhoria do apetite e também dos padroes de sono.


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: