Nutrição e treinamento







Para as pessoas que praticam exercício para manter a forma, que participem de atividades esportivas de forma regular ou que estejam tentando atingir o nível máximo em um determinado esporte, a nutrição adequada é uma ferramenta essencial para se alcançar os melhores resultados. Embora o tipo de dieta varie de acordo com as necessidades de cada pessoa, o tipo, ritmo e consumo alimentar sempre afeta os resultados do treinamento.

Os profissionais de saúde e nutrição recomendam que 55-60% do consumo calórico venha de carboidratos, que não mais que 30% venha de gorduras e que o restante 10-15% venha de proteínas. As porcentagens exatas podem ter ligeira variação de acordo com o esporte ou programa de treinamento, mas em termos gerais, esses números promovem a saúde e são a base para uma dieta que irá maximizar o desempenho.

Uma boa dieta fornece os nutrientes adequados e a energia para englobar um programa de treinamento, alcançar a recuperação maximizada e evitar o estresse relacionado com o consumo alimentar excessivo. O treinamento intenso aumenta a necessidade de nutrientes, especialmente carboidratos, proteínas e micro-nutrientes (vitaminas e minerais).

Um atleta pode atender a essas necessidades adicionais por meio de um programa de dieta que:

Cubra as necessidades totais de energia
Equilibre o consumo de carboidratos com a quantidade de exercício diário.
Inclua uma ampla variedade de alimentos ricos em nutrientes, inclusive proteínas.
O que são os carboidratos?

Os carboidratos são açúcares e amidos encontrados em determinados alimentos tais como pão, cereais, frutas, vegetais, massas, leite, mel, melado e açúcar refinado. São uma fonte primária de energia para o corpo. Independente de sua origem, o corpo transforma os carboidratos em glicose, que é transportada para as células através do sangue. A glicose proveniente de qualquer fonte fornece energia para os músculos em atividade. Um baixo fornecimento de carboidratos no corpo pode resultar em fadiga, dificuldades de treinamento e impacto negativo sobre o sistema imune.

Nos dias mais ativos, é necessário aumentar o consumo de carboidratos para maximizar o desempenho esportivo e promover a recuperação entre as sessões de exercício. Por outro lado, nos dias de baixa atividade, poderá ser necessário reduzir o consumo de carboidratos.

Manter o equilíbrio energético é um ponto essencial para os atletas. O equilíbrio energético ocorre quando o consumo total de energia dos alimentos coincide com a energia gasta durante as atividades diárias. A energia é fornecida pelos carboidratos, proteínas, gordura e álcool dos alimentos e líquidos. As necessidades de energia de cada pessoa são afetadas por fatores tais como massa corporal, constituição corporal e a energia gasta durante o treinamento.

O treinamento intensivo causa um leve aumento nas necessidades protéicas, que são necessárias para promover a recuperação do tecido danificado e a substituição das proteínas em resposta ao estímulo causado pelo treinamento físico.

Cerca de 55-70% de nossa massa corporal é constituída de água. Estar “hidratado” significa manter o nível de líquido no corpo. Quando as pessoas transpiram, perdem água que deverá ser recuperada para um desempenho maximizado. É por isso que é importante tomar líquidos antes, durante e após as atividades físicas.

Procure um(a) nutricionista. Só eles podem orientar da melhor forma a sua alimentação.

Fonte: Merck

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: