Curta e Siga


Tendinite poplítea




A tendinite poplítea é uma rotura no tendão poplíteo, que se estende desde a superfície externa da parte inferior do osso da coxa (fémur), diagonalmente, através da face posterior do joelho até à parte interna da extremidade superior da tíbia.

O tendão poplíteo evita as torsões para fora da metade inferior da perna durante a corrida. A excessiva rotação do pé para dentro (pronação), assim como correr encosta abaixo, tendem a exercer uma tensão excessiva sobre este tendão, podendo rasgá-lo.

A dor e a inflamação, particularmente quando se corre encosta abaixo, manifestam-se ao longo da face externa do joelho. Não se deve voltar a correr até que a dor desapareça de todo e ao retomar as corridas também não se deve correr encosta abaixo, pelo menos durante 3 semanas. O ciclismo é uma boa alternativa de exercício durante o período de cura. As palmilhas para o calçado, especialmente uma cunha triangular colocada ao nível da parte interna do calcanhar, ajudam a manter o pé a salvo de rotações para dentro.





Dicas para Profissionais:
  • Curso Online de Atividade Física para Gestantes
  • Curso Online de Obesidade e Atividade Física
  • Curso Prescrição do Exercício para Idosos baseado em Evidências Científicas
  • Curso Online Hidroginástica "Consciência e Movimento"

  • Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!
    Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário