Exercício físico aumenta as defesas do corpo








Uma pesquisa realizada pelo Laboratório de Metabolismo do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo testou as conseqüências da atividade física em cobaias não humanas. Foram estudadas cobaias com um tipo de câncer - tumor Walker 256 - durante dois meses sob um regime de exercícios de seis dias por semana. O resultado final mostrou que elas atletas viveram o dobro do tempo de vida em relação às outras.

 

O estudo provou que as mudanças metabólicas causadas pelos movimentos têm efeito protetor contra o câncer. Isso se explica por meio do aumento de leucócitos (agentes de defesa do corpo) produzido pelo exercício bem planejado. A falta ou o excesso de treino desregula os níveis da glutamina, alimento dos leucócitos, o que causa queda na resistência.

 

A prática saudável de atividades deixa a reação do organismo mais rápida e certeira na reação de cada tipo de leucócito. O neutrófilo é o primeiro agente imunológico e pode ter seu número de células seis vezes maior após o treino.

 

Linfócito, magrófago e natural killers são os outros tipos de leucócitos e todos têm seu desempenho mantido ou melhorado depois de exercícios.


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: