Perigos dos esteróides











A busca dos corpos esculpidos à base de remédio tem levado os jovens de aparência saudável a uma vida muitas vezes sem volta. O motivo é o uso dos chamados esteróides anabolizantes. O número de consumidores tem vindo a crescer e não são apenas atletas de alta competição em busca de mais força, velocidade e resistência dos músculos a usá-los. As causas mais apontadas para o uso dos esteróides incluem também insatisfação com a aparência física e baixa auto-estima.

A pressão social, o culto pelo corpo que a nossa sociedade tanto valoriza, a falsa aparência saudável e a perspectiva de se tornar símbolo sexual constituem motivo para o uso e abuso destas drogas.

Em alguns países desenvolvidos, o uso destas substâncias constitui já um problema de saúde pública. Se, por um lado, o seu uso proporciona resultados rápidos na resposta às exigências das sociedades actuais, por outro, existe um desconhecimento quase total das pessoas dos enormes efeitos nocivos que acarretam para a saúde.



O que são esteróides?

Os esteróides anabolizantes são substâncias sintéticas similares aos harmónios sexuais masculinos, testosterona. Promovem um aumento de massa muscular (efeito anabolizante) e o desenvolvimento de caracteres masculinizantes. A massa corporal aumenta porque eles aumentam a capacidade do corpo de absorver proteína, além de reter líquidos provocando o inchaço dos músculos. O conceito anabolizante significa que provoca hipertrofia (aumento) do tecido muscular entre outras.

Os anabolizantes são tomados oralmente em cápsula, tabletes, ou injectado no músculo. Muitas vezes as drogas são usadas em associação de três tipos diferentes e em doses 100 vezes maiores que as preconizadas por tratamentos médicos. Anadrol, oxadrin, durabolin são alguns exemplos de esteróides. Uma das substâncias mais perigosas é o clembuterol, usado por atletas e praticantes de musculação. Como a venda é ilegal, só é conseguido através de contrabando ou em algumas farmácias de manipulação.Ele aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca, causa falta de ar e tremores. Em casos graves, leva ao coma e pode matar.



Factores de perigo

Embora muitas pessoas não saibam, os anabolizantes possuem vários usos clínicos, nos quais a sua função principal é a reposição de testosterona nos casos em que, por algum motivo patológico, tenha existido um défice.Só são ministrados em doses terapêuticas e necessitam sempre de prescrição médica para serem adquiridos.

Os médicos receitam doses de, no máximo, 15 mg enquanto que os fisiculturistas chegam a tomar a 300 mg. Está provado que estas super dosagens geram danos à saúde.

O grau de perigo que o esferóide representa vai, contudo, depender da forma em que eles são tomados (oral ou injectável), da dosagem, por quanto tempo eles são usados, a idade, o sexo e o estado de saúde do usuário.



Caminho sem saída

Os jovens precisam saber que este tipo de substância não faz milagres. Não faz o músculo crescer, faz o músculo inchar e sem o anabolizante, porém, ele desincha e perde volume, o que os obriga a continuar usando o produto para não perder forma. Essa adição os torna dependentes da droga e do fornecedor.

A paragem brusca do uso de anabolizantes também pode produzir sintomas como fadiga, insónias, diminuição do libido, dores de cabeça, dores musculares, redução do desejo sexual, perda de apetite e desejo de tomar mais esteróides anabolizantes. O sintoma mais perigoso de paragem é a depressão, que em caso extremo pode levar à tentativa de suicídio. É importante tentar suspender o uso, mas sob a orientação de um cardiologista.

O uso indiscriminado de anabolizantes no meio desportivo e por uma questão estética, pelos enormes riscos e inconvenientes que acarretam à saúde deve ser desencorajado. Cabe aos profissionais assumirem este papel e informar os "supostos" benefícios e principalmente os riscos, como também usarem métodos de treino fundamentados na ciência produzindo resultados sérios, duradouros e saudáveis.



Atenção, pais!

Os pais devem procurar saber se a academia em que o seu filho faz musculação está certificada. Devem conhecer o professor e o local aonde realiza actividade física, acompanhar a sua evolução e prestar atenção ao crescimento muscular exagerado. Para além disso, é importante deve estar atento a certas características orgânicas, como queda de cabelo, cabelos quebradiços e aparecimento intenso de acne, assim como modificações no comportamento.



Perigos dos esteróides:
- Calvície
- Hipertrofia da próstata
- Acne
- Agressividade
- Hipertensão
- Limitação do crescimento
- Colesterol (baixa o hdl (bom colesterol) e aumenta o ldl (mau colesterol)
- Virilização em mulheres (crescimento de pêlos na face, engrossamento da voz, hipertrofia do clítoris e amenorreia); e alteração do ciclo menstrual
- Ginecomastia (excesso desenvolvimento dos mamilos em indivíduos do sexo masculino)
- Dores de cabeça
- Impotência e esterilidade
- Insónias
- Hepatoxicidade (quase todos causam lesão no fígado)
- Problemas de tendões e ligamentos
- Desenvolvimento de cancro da próstata, testículos e fígado


Uso clínico de anabolizantes
- Reposição da testosterona
- Deficiência de testosterona
- Problemas testiculares
- Cancro de mama
- Angioedema hereditário
- Anemia aplástica
- Estímulo do crescimento em caso da puberdade masculina tardia (deficiência de crescimento)


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: