Joelho de corredor









Para os praticantes de corrida de média e longa distância, uma série de lesões é bastante conhecida. Dentro desses acometimentos, a síndrome da banda ou trato iliotibial certamente poderá ser citada como uma das principais, pois é um problema tão comum entre os corredores que por muitos autores é descrita como "Joelho de Corredor".

Leia também:
A síndrome da banda iliotibial também é encontrada em esportes como o ciclismo ou esportes que exigem movimentos repetitivos de flexão e extensão do joelho.

Esta síndrome é caracterizada por dor na região lateral do joelho, e pode acontecer durante ou após a prática de esportes como a corrida. Isso acontece pelo atrito que existe entre o trato iliotibial (fascia localizada na região lateral do joelho) com a região lateral do fêmur. Esse atrito gera um processo infamatório e, conseqüentemente, dor na região. Cada passo dado durante a corrida leva a uma pequena flexão e extensão do joelho. Portanto, a cada movimento a banda iliotibial "raspa" na região lateral do fêmur.

A dor começa a se manifestar durante o treino e torna-se presente, ao longo do tempo, nas atividades diárias, como subir e descer escadas. Se não for tratada, pode levar os atletas a parar a atividade esportiva.

A síndrome da banda iliotibial pode se manifestar após a mudança do treinamento, com o uso de um calçado inadequado e ou simplesmente com o fato de correr em solos irregulares. Esses fatores quando associados ao encurtamento da banda iliotibial, desalinhamento do joelho, rotação da tíbia (osso da perna) ou alterações no tipo de pisada podem levar a processos inflamatórios e conseqüente afastamento do esporte.

Como prevenir

Essas lesões podem ser prevenidas com alongamentos da região lateral da coxa e dos glúteos. Para isso, é necessário fazer esse tipo de alongamento.

O tratamento dessas lesões consiste em fisioterapia. Na fase aguda, terá a função de promover a analgesia e a diminuição da inflamação, podendo ou não ser associada ao uso de medicamentos de acordo com a prescrição do ortopedista. Quando diminuir a dor, ocorre a diminuição do atrito na banda ilitibial por meio de alongamento e estabilização da articulação.

Algumas atitudes devem ser tomadas para diminuir o tempo de tratamento, por exemplo: diminuir intensidade dos treinos, utilizar tênis apropriado para o tipo de pisada, não treinar em solos irregulares, alongar o trato iliotibial antes e depois da corrida.

A procura precoce por um profissional pode impedir o afastamento do esporte.

* Glauber Alvarenga é fisioterapeuta esportivo do Instituto Vita e especialista em reabilitação músculo-esquelética da Santa Casa de São Paulo

NÃO PERCA:  Material para estudo de Educação FísicaClique aqui!


COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: